Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventos do Brasil

Um desabafo, um suspiro da alma!

Ventos do Brasil

Um desabafo, um suspiro da alma!

Dia de Mulher

<

Mini mulher.jpg

Hoje quis me acarinhar

Fiz-me bonita bem cedo

E me pus a passear.

Sorrindo, vitrines a olhar.

 

Então me presenteei.

Fiz-me talvez... Frívola?

Não sei.

Batom e bijus comprei

E roupas lindas. Que gabola!

 

As unhas, de rubro pintei.

E não queria conquistar

Atrair nenhum olhar.

Só pra mim me preparei!

 

Para não me esquecer

Que mesmo envelhecendo,

O meu corpo fenecendo

Mulher,não deixo de ser.

 

Diante do espelho, eu vou

Sorrindo me contemplar.

Admirar o pouco que sou

Persistindo em muito tornar.

 

No meu corpo ou no meu rosto

Pode não transparecer

As belezas que contenho

Para ao mundo oferecer

 

Minha parte eu sempre tento

Fazer do melhor que posso

Luto, trabalho, me esforço

Mundo melhor eu pretendo

 

 

A chorar, se me puser

Ainda mais tenho certeza

Que posso nem ter beleza

Mas sempre hei de ser mulher.

(Autora: Ivete Kuns Goulart )

1 comentário

Comentar post