Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ventos do Brasil

Um desabafo, um suspiro da alma!

Ventos do Brasil

Um desabafo, um suspiro da alma!

Ciclo

petrificada.jpg

A poeira dos tempos

A madeira cortada

O pó das estradas...

O nada instalado!

As cinzas da cremação

Ou um corpo no chão...

Vira pó! É nada!

Mas um nada que se acumula,

Que ajuda a germinar novo grão.

E pode nascer então à beleza,

O trigo pra matar a fome em forma de pão

E o nada, o pó da estrada,

A lenha cortada, um corpo em cinza ou em pó,

Vira vida de novo.

E outra vez se faz pão! (Ivete K.Goulart 14.07.2014)